ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
Menu Principal > Artigos



A história e os milagres de Santa Dulce dos Pobres
Postado em 15/10/2019, às 15:31:44
 

Desde as 10h34 (5h34 no horário de Brasília) de domingo (13), o Brasil tem oficialmente uma santa nascida no país. Nesse horário, o papa Francisco oficialmente fez da religiosa Irmã Dulce a Santa Dulce dos Pobres. Seu dia será celebrado em 13 de agosto –data em que ela se tornou freira em 1933.

A cerimônia, conduzida na Praça São Pedro, no Vaticano, reuniu, de acordo com a guarda local, cerca de 50 mil pessoas –entre elas, 10 mil brasileiros, segundo estimativa da Santa Sé. Entre eles, as duas pessoas cuja cura foi atribuída a milagres realizados pela agora santa e que levaram à canonização: Cláudia dos Santos, que em 2001 teve hemorragia ao dar à luz seu segundo filho e o músico José Maurício Moreira, que, cego, rezou para Irmã Dulce e acordou enxergando. Ele participou da celebração, levando um dos cálices na oferenda da missa.

O ANJO BOM DA BAHIA

  • 1914
    Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes nasce em 26 de maio, em Salvador
  • 1927
    Começa a atender doentes no portão de casa
  • 1933
    Ingressa na Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, no Sergipe, e adota o nome Irmã Dulce, em homenagem à mãe, que morreu com 26 anos
  • 1935
    Inicia trabalho assistencial em comunidades carentes
  • 1939
    Invade cinco casas para abrigar doentes que não tinham onde ficar
  • 1949
    Após autorização da superiora, ocupa um galinheiro ao lado do convento para atender doentes
  • 1959
    Estabelecida oficialmente a Associação Obras Sociais Irmã Dulce
  • 1980
    Encontra-se com o papa João Paulo 2º
  • 1988
    Indicada ao prêmio Nobel da Paz, que foi vencido pelas Forças de Paz da ONU
  • 1992
    Irmã Dulce morre aos 77 anos

Os milagres atribuídos à santa

  • 1º milagre
    Recuperação de Cláudia dos Santos, que em 2001 teve uma grave hemorragia pós-parto e cujo sangramento subitamente parou sem intervenção médica
  • 2º milagre
    O segundo milagre reconhecido pelo papa foi a cura do músico José Maurício Moreira, que, cego desde 2000, colocou um santinho de Irmã Dulce sobre os olhos, dormiu e acordou enxergando, em 2014
 
 

Artigo Visto: 22 - Impresso: 2 - Enviado: 0

ATENÇÃO! Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão desde que sempre sejam citados a fonte www.radiodeusamavoce.com.br

 
 
Copyright 2014 - 2019 - www.radiodeusamavoce.com.br - Todos os Direitos Reservados
Sistema desenvolvido por www.espacojames.com.br

Acesso Webmail